Secretários que devem ser candidatos a deputado podem deixar governo de MT em dezembro

0
3

Os secretários estaduais que pretendem ser candidatos a deputado devem se desincompatibilizar do cargo até 31 de dezembro. Embora o prazo legal permita que os gestores permaneçam no cargo até abril do ano que vem, 6 meses antes do pleito, o governador Mauro Mendes (DEM) admite que existe a possibilidade de integrantes do primeiro escalão deixarem suas funções no final do ano.

“Já disse que acho natural que aqueles que desejam fazer política, que encerre o ano e fechem o calendário no dia 31 de dezembro. Depois disso, eles vão poder se dedicar à campanha eleitoral com o direito que todos têm”, afirmou Mauro.

O secretário de Saúde, Gilberto Figueiredo, o de Esportes, Beto Dois a Um, o secretário de Educação, Alan Porto (Educação), o de Agricultura Familiar, Silvano Amaral, devem ser candidatos. O advogado Wener Santos (Presidente da MT Par) e Juliano Jorge (presidente da Companhia Mato-Grossense de Mineração) também podem se desligar do governo para concorrer, informa a Gazeta Digital.

O governador já deixou claro que todos estão liberados e tem autonomia para deixar a gestão, caso queiram disputar a eleição

Só Notícias (foto: arquivo/assessoria)

Via: Só Notícias

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor, deixe seu comentário!
Por favor preencha seu nome